Pesquisar

Postagem em destaque

Luteína e Zeaxantina : Como manter seus olhos saudáveis.

luteína, zeaxantina, saúde dos olhos Luteína e zeaxantina são um grupo de carotenóides que são responsáveis por dar às plantas seu amarelo e...

CLIQUE AQUI PARA CONHECER NOSSAS REDES SOCIAIS.

CLIQUE AQUI PARA CONHECER NOSSAS REDES SOCIAIS.
acima uma imagem escrito a seguinte frase,(clique aqui)

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Luteína e Zeaxantina : Como manter seus olhos saudáveis.

luteína, zeaxantina, saúde dos olhos

Luteína e zeaxantina são um grupo de carotenóides que são responsáveis por dar às plantas seu amarelo e vermelho e laranja pigmento. Em seres humanos, as duas substâncias desempenham papéis importantes na visão, pigmentação do olho, e podem até mesmo ajudar a prevenir a aterosclerose e câncer, de acordo com alguns estudos.
Proteção contra cegueira e estresse oxidativo
Os dois carotenóides estão concentrados na mácula, que é uma parte da retina que funciona como um protetor solar natural, absorvendo luz UV e azul. Um estudo publicado mostrou que a mácula do olho é menos provável de degenerar como as pessoas idade, se consumir uma dieta rica em luteína e zeaxantina. A degeneração macular é uma das principais causas de cegueira entre os adultos, afetando nada menos que 1,2 milhão de americanos.

Uma pesquisa de 15 anos, conduzida para o Projeto Nutrição e Visão, descobriu que o consumo de mais de 2,4 mg de luteína e zeaxantina diariamente diminui significativamente o risco de desenvolvimento de catarata. Evidências adicionais sugerem que a luteína e a zeaxantina também podem melhorar o desempenho visual global e reduzir a sensibilidade à luz.

Como todos os carotenóides, luteína e zeaxantina possuem poderosas propriedades antioxidantes e podem proteger todas as células do corpo contra os efeitos prejudiciais dos radicais livres, bem como aumentar a imunidade. Um estudo mostrou que a luteína e a zeaxantina podem ser eficazes contra o linfoma não-Hodgkin em homens.
Fontes alimentares de luteína e zeaxantina
As evidências da pesquisa sugerem que a luteína e a zeaxantina são mais facilmente absorvidas a partir de fontes naturais do que de suplementos e alimentos fortificados. Os dois carotenóides abundam em legumes frescos e ovos, enquanto uma quantidade considerável é perdida durante o cozimento a alta temperatura.

Muitas vezes as pessoas se perguntam: as cenouras ajudam a sua visão? Espinafre, couve, nabo, alface romaine, abobrinha, ervilhas, couves de Bruxelas e couve são excelentes fontes de luteína, mas com quantidades menores disponíveis de cenouras, pistácios, ovos cozidos e kiwis. Goji bagas, spirulina, açafrão e paprika são particularmente elevados em zeaxantina.
Alimento para a saúde do olho uma receita saudável fácil do olho
Kale chips são um grampo da dieta de alimentos crus, não só porque eles são altamente nutritivos, mas também porque eles são fáceis de fazer e são favoritos de um miúdo. Preparação leva apenas alguns minutos: simplesmente rasgar pequenos pedaços de couve fora do tronco com as mãos, e polvilheos com um pouco de sal. Se você não tiver um desidratador, ajuste seu forno para a temperatura mais baixa, coloque as pedaços de couve em uma bandeja e deixe os desidratar por pelo menos duas horas.

Em seguida, adicione uma colher de sopa de óleo de coco, pimenta, paprika e outras especiarias de sua escolha (um pouco de alho cortado em pedaços também funciona bem com couve) em uma tigela e solte as peças de kale em casaco, adicionando mais do óleo de coco E especiarias, se necessário.

Kale chips podem ser consumidos por conta própria ou em combinação com mergulhos azedo.

Fonte : 
http://www.naturalnews.com/041779_lutein_zeaxanthin_eye_health.html
Créditos pela tradução, página no Facebook doenças da visão.

Terapia a laser de baixo nível melhora a visão em um paciente com retinose pigmentar.



OBJETIVO:

Este relato de caso descreve os efeitos da terapia a laser de baixo nível (LLLT) em um único paciente com retinite pigmentosa (RP).

DADOS DE FUNDO:

RP é uma desordem hereditária da retina, que eventualmente leva à cegueira. Nenhuma terapia está atualmente disponível.

MÉTODOS:

O LLLT foi aplicado usando um díodo de laser de onda contínua (780 nm, 10 mW de saída média a 292 Hz, 50% de modulação de pulso). A retina completa dos olhos foi irradiada através da conjuntiva durante 40 s (0,4 J, 0,333 W / cm2) duas vezes por semana durante 2 semanas (1,6 J). Paciente de 55 anos de idade, com RP avançada, foi tratado e acompanhado por 7 anos.

RESULTADOS:

O paciente tinha queixado de nyctalopia e diminuição da visão. Na primeira apresentação, a melhor acuidade visual foi de 20/50 em cada olho. Os campos visuais foram reduzidos a um residual central de 5 graus. Tritan-dischromatopsy foi encontrado. O potencial retiniano estava ausente na electrorretinografia. A biomicroscopia mostrou atrofia do nervo óptico e vasos retinianos estreitos com padrão típico de pigmentação retiniana. Após quatro tratamentos iniciais da LLLT, a acuidade visual aumentou para 20/20 em cada olho. Campos visuais normalizados com exceção de um escotoma concêntrico absoluto médio periférico. Cinco anos após a interrupção da LLLT, observou-se uma recaída. A LLLT foi repetida (outros quatro tratamentos) e restaurou o sucesso inicial. Durante os 2 anos seguintes, 17 tratamentos adicionais foram realizados "conforme a necessidade", para manter o resultado.

CONCLUSÕES:

A LLLT mostrou melhorar e manter a visão num doente com RP, podendo assim contribuir para abrandar a cegueira.

Fonte :
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=retinitis+pigmentosa+ivandic
Créditos pela tradução, página doenças da visão no Facebook.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Suposto tratamento no Canadá, promete trazer benefícios para Retinose pigmentar. Jovem faz campanha na internet, para participar desse suposto tratamento.

Tratamento da retinose pigmentar  com Medicina Tradicional Chinesa. 
Pesquisa futura
Nossa experiência clínica no tratamento da retinite pigmentosa indicou que a Medicina Tradicional Chinesa pode ter algum potencial para melhorar a visão noturna, visão diurna, campo visual e qualidade de vida dos pacientes com RP. É necessário um estudo prospectivo bem desenvolvido para investigar a eficácia do tratamento WVIP. Apelamos para a cooperação de grupos de pesquisa oftalmológica de todo o mundo para avançar neste tratamento promissor.
As seguintes questões precisam ser verificadas em pesquisas futuras:
Sistema de monitoramento: desenvolvimento de um sistema de testes para monitorar objetivamente o progresso dos pacientes com RP. Inicialmente propomos os seguintes exames: Retina exame e fotografia; ERG (electrorretinogramas); Humphrey campo visual teste; Teste de acuidade visual; Teste de adaptação escuro; Teste de visão de cor. Congratulamo-nos com a alimentação de outros profissionais no campo.

Para determinar quais os subtipos de retinite pigmentosa é mais sensível ao tratamento WVIP. Tratamento de vários subtipos de pacientes com RP com WVIP, para determinar qual tipo é o mais sensível ao tratamento. A população do estudo deve incluir todos os tipos de RP e combinar com a idade, sexo, gravidade da deficiência visual e duração da doença. O tamanho da amostra deve ser de 3 a 5 pacientes por subtipo de RP.
Para determinar qual a terapia mais eficaz:
Nosso tratamento WVIP emprega três modalidades ---- acupuntura, medicina herbal chinesa e suplementos antioxidantes. Uma vez que sabemos qual subtipo de RP é mais sensível ao tratamento WVIP, então poderíamos selecionar cerca de 40 pacientes desse tipo a serem estudados. O estudo pode ser dividido em 4 grupos: o grupo 1 é tratado com acupuntura, o grupo 2 é tratado com ervas medicinais chinesas, o grupo 3 é tratado com antioxidantes, o grupo 4 é tratado com WVIP ---- todas as três modalidades em conjunto.
Para estudar o mecanismo através do qual WVIP funciona:
Muita pesquisa farmacológica demonstrou que a medicina herbal chinesa tem efeitos anti-mutantes sobre os genes. A medicina herbal chinesa seria uma ferramenta eficaz para manipular a expressão de genes em pacientes com RP? Este é um campo de pesquisa digno de ser explorado.

Fonte:http://www.tcmrp.com/futureresearch.html 


Informações retirada da página  mari contra a    cegueira.

 Meu nome é Marianna Vianna Broad, tenho 30 anos, sou fisioterapeuta pediatra e professora de pilates e minha maior paixão sempre foi cuidar de vidas, principalmente das crianças, mas nos últimos dois anos tive que abrir mão dessa minha paixão em função da perda constante da minha visão causada por uma doença chamada retinose pigmentar. 

Fui diagnosticada com retinose aos 9 anos de idade e naquela época a medicina não sabia quase nada a respeito da doença, a não ser a certeza de que ela me deixaria cega. Cresci com esse medo no coração, passei muitas dificuldades, privações e preconceitos durante a minha infância e adolescência à medida que a minha visão piorava e quando chegou o momento de escolher a minha profissão, resolvi transformar todo esse sofrimento em algo que pudesse ajudar as pessoas a não passar pelo mesmo que eu. Então, a fisioterapia foi a minha forma de fazer a diferença, a minha forma de mudar o mundo, de dar alguma esperança, de trazer alivio principalmente as crianças estando diretamente envolvida na melhoria da qualidade de vida delas.

Então recentemente procurando na internet alguma alternativa de tratamento para a retinose, eu e meu marido encontramos um tratamento usado pela medicina chinesa que pode não somente parar com a degeneração da minha visão, mas também recuperar tudo que já foi perdido ao longo dos anos.

Esse tratamento é realizado em Vancouver no Canadá, pelo Dr. Yu, médico especialista no tratamento de pessoas com retinose pigmentar desde 1999, já havendo tratado mais de 550 casos da doença. 

Este é o link do site da Clínica do Dr. Yu (Wellspring Clinic for Holistic Medicine):

http://www.tcmrp.com/futureresearch.html

E aqui segue o link da página no facebook do Dr. Yu onde contém vários depoimentos dos pacientes que já passaram pelo tratamento. (Em Inglês): 

https://www.facebook.com/WVIPgroup

Esse tratamento consiste em um protocolo de acupuntura e eletroestimulação por todo o corpo associado ao uso de medicamentos fitoterápicos, execução de alguns exercícios para estimular a visão e a mudança de hábitos alimentares. As sessões de acupuntura duram em média 1 hora, durante 6 a 10 dias e no intervalo de 3 a 4 meses o paciente precisa voltar a clínica para realizar novas sessões. São necessarias e média 5 sessões de tratamento para estabilização e melhora da visão. O Valor do tratamento é de U$6.000 dólares americanos (por volta de R$20.000 reais) por sessão, fora os custos com passagem, hospedagem, alimentação e transporte para 2 pessoas, pois preciso do acompanhamento do meu marido.

Resumindo, precisarei retonar a clinica do Dr. Yu por mais 4 vezes com intervalos de 3 a 4 meses, para realizar os mesmos procedimentos e para cada viagem irei necessitar da mesma quantia totalizando o custo do tratamento por completo em R$ 175.000,00 reais.

Essa é apenas a primera etapa. 

Em 2013 o instituto Johns Hopkins Medicine, localizado em Baltimore USA, em parceria com a Dra. Phd Ava K. Bittner publicou um artigo cientifico  que comprova a eficácia deste método. 

Segue o link do artigo (Em inglês): 

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4018735/

Também segue o link de uma reportagem realizada em jan/2016 pelo canal ABC sobre essa pesquisa (Em inglês):

http://www.local10.com/video/visionstudy

Abaixo o link da página no Facebook da mari Contra a cegueira. O texto acima, assim também como os links, foram retirados da página no Facebook mari Contra a cegueira. 

https://www.facebook.com/maricontracegueira/

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Os óculos que prometem devolver a visão aos cegos.

oculos-hololens-da-microsoftÓculos HoloLens, da Microsoft
Encaixar imagens virtuais no mundo real. É isto que a realidade aumentada permite fazer. Uma potencialidade que já está a ser utilizada no turismo, educação, entretenimento, transportes, a nível militar e na saúde. A italiana Sara Mautino explora as potencialidades da área desde 2011. Começou em Portugal, na empresa de desenvolvimento de produtos aeropespaciais Lusospace. Recorda-se perfeitamente da primeira vez que utilizou um head-mounted display (HMD), o dispositivo de vídeo usado na cabeça como se fosse um capacete, com fones e uma interface que permite a cada utilizador experimentar um ambiente de realidade virtual.
“Não eram de muito boa qualidade, parecia que tinha um ecrã de computador colocado mesmo em frente dos olhos, não parecia nada natural”, recorda ao Delas.pt Sara Mautino. Nos últimos anos, a italiana participou no desenvolvimento dos óculos de realidade aumentada HoloLens, da Microsoft, que já estão à venda em vários países da Europa, Austrália, Nova Zelândia, EUA e Canadá, e garante que a qualidade é incomparável. “Têm uma qualidade enorme, é muito para um HMD. Para quem não tem essa sensibilidade pode parecer pouco, mas não é”, explica.
O que mais fascina Sara Mautino nesta área é a hipótese de poder usar a tecnologia para melhorar a vida das pessoas. No futuro, acredita que este tipo de óculos vão poder melhorar ou até devolver a visão a quem a perdeu. A patente que está a desenvolver, em conjunto com outros investigadores da área, permite que quem tem problemas graves de visão passe a ver bem.
“Possibilita à pessoa ver uma imagem bem mais nítida ou resolver alguns problemas de retina, utilizando a parte saudável da retina para que a imagem se possa ver bem. É pensada para as pessoas que têm muitas dioptrias e que têm dificuldade em usar óculos porque as lentes ficam muito espessas, muito pesadas, criando um efeito túnel que dificulta a visão à própria pessoa, que passa a ver a realidade como se estivesse dentro de um tubo”, revela a italiana.
Da saúde para a arquitetura
Desde 2014 que a empresa sueca de móveis e decoração IKEA permite que os clientes possam ver como alguns dos móveis ficam na sua própria casa antes de comprá-los, através de uma aplicação para dispositivos móveis. Agora, graças à Realidade Aumentada, é possível visitar casas e outros edifícios antes de estarem construídos. A arquiteta Cláudia Antunes, da empresa Stratbond Consulting, vai ser uma das pioneiras a implementar esta funcionalidade em Portugal.
“Viemos ao encontro da IT People Innovation – empresa de consultoria de informática – porque queríamos uma aplicação que nos permitisse colocar os modelos que construímos virtualmente, em 3D, numa aplicação de telemóvel ou tablet para podermos, em obra, construir ou investir na manutenção dos edifícios. O GPS georreferência a construção, no sítio onde ela vai existir, ou seja, nós só temos de associar o nosso modelo de construção a uma coordenada de GPS e com os óculos ou tablet percorrer a casa sem ela estar construída”, afirma Cláudia Antunes.
A IT People, empresa que criou a App ARchitect, que torna estas visitas virtuais em espaços inacabados possíveis, já está também a desenvolver outras aplicações que possam ser utilizadas com os óculos HoloLens, da Microsoft. Uma delas estará associada ao primeiro parque turístico com recurso às experiências de Realidade Aumentada.
“Ainda estamos na fase de levantamento do património, mas acreditamos que será um projeto estruturante para o turismo no norte do país”, revela Luís Martins, diretor de marketing da IT People.
A BlissApplications é outra das empresas portuguesas que, apesar de os HoloLens ainda não estarem à venda em Portugal, já está a desenvolver aplicações para os óculos da Microsoft.
“Atualmente estamos a desenvolver aplicações que nos permitem ganhar um conhecimento mais profundo sobre o produto HoloLens. Vou dar um exemplo. O HoloLens não tem dispositivo GPS, mas podemos recorrer ao GPS de um dispositivo móvel e emparelhar os óculos, utilizando o que de melhor têm os dois produtos”, explica Pedro Varela, Business Developer da Bliss.
A Realidade Aumentada ainda está a dar os primeiros passos em Portugal. Quem está a caminhar com esta tecnologia não tem dúvidas de que, no futuro, a importância desta inovação será “esmagadora”. “Se a Internet e os telemóveis mudaram o nosso quotidiano, a Realidade Aumentada vai mudar a forma como entendemos os telemóveis, a Internet, o nosso quotidiano e a nossa vida. Na IT People Innovation já sentimos o início desta vertigem de mudança em diversos mercados”, acrescenta Luís Martins.
Fonte: Delas

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Pesquisadores descobrem maneira de melhorar a nitidez da imagem para pessoas cegas com implantes de retina.

 

Os pulsos mais longos de corrente elétrica permitem que os pacientes vejam focos de luz 

Os implantes retinais que fornecem pulsos mais longos de corrente elétrica podem melhorar visivelmente a nitidez da imagem para indivíduos que perderam a visão devido à retinite pigmentosa, de acordo com um novo estudo realizado por pesquisadores do USC Eye Institute e USC Viterbi School of Engineering. 

Os implantes da retina têm permitido que indivíduos cegos detectem o movimento e localizem objetos grandes. No entanto, como os implantes podem estimular involuntariamente axônios na retina, os pacientes às vezes vêem grandes formas oblongas de luz que reduzem a qualidade de sua visão. Para que os pacientes vejam mais claramente, as imagens criadas pelo implante devem ser compostas por pontos focais de luz. 

A tecnologia atual do implante estimula a retina com breves pulsos de corrente elétrica de aproximadamente 0,5 milissegundos (ms) de duração. Os pesquisadores descobriram que o aumento da duração dos impulsos de estímulo permite a visualização de distintas focos de luz. 

"Este é um grande passo em frente para ajudar a restaurar a visão para as pessoas com retinite pigmentosa", disse Andrew Weitz, PhD, professor assistente de oftalmologia de pesquisa. 

"Ser capaz de criar pontos focados de luz é importante.Pense em cada ponto de luz como um pixel em uma imagem.Para arranjar muitos pontos de luz na forma de um objeto, podemos gerar imagens nítidas desse objeto.Para aqueles de nós que Vestir óculos, imagine a diferença entre tentar ler um sinal de néon distante com e sem seus óculos em Para pessoas com implantes de retina, ser capaz de ver mais claramente deve ter um grande impacto sobre a sua capacidade de reconhecer objetos e navegar em seus ambientes. Melhorias na visão podem realmente aumentar o senso de independência e confiança de uma pessoa ". 

Os pesquisadores testaram várias durações de pulso de estímulo em um modelo animal e validaram seus achados em um paciente com uma versão inicial do implante de retina Argus (Second Sight Medical Products, Inc.). 
Os resultados indicaram que durações de pulso mais longas permitiram que a retina fosse estimulada com mais precisão. No modelo animal, todos os pulsos são 8 ms e os axônios ativados mais curtos, obscurecendo a capacidade de gerar uma mancha focal de luz. Os pulsos de dezesseis milissegundos também estimularam axônios, mas em muito menor grau. Os pulsos de 25 ms e mais tempo produziram nenhuma evidência de estimulação axonal, resultando em focos de luz. 

"Nossas descobertas ainda suportam que é possível para pacientes com RP ver formas usando visão artificial", disse James Weiland, PhD, professor de oftalmologia e engenharia biomédica. "Isso faz um forte argumento para o desenvolvimento de alta resolução retina implantes." 

Fonte :
http://www.rpfightingblindness.org.uk/newsevent.php?tln=newsevents&newseventid=467
Créditos: tradução página doenças da visão no Facebook.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

ATENÇÃO!! Contato e Redes sociais e também um pouco da minha história com a Retinose pigmentar.

CONTATOS E REDES SOCIAIS.

Email do administrador do blog

pauloricardo012@gmail.com

Nosso Blog abre mais um espaço de comunicação aos seus leitores. Enviaremos os destaques via WhatsApp, basta os usuários do aplicativo,   solicitarem a entrada no grupo de leitores do nosso blog, clicando no link abaixo.observação: Este link apenas vai funcionar se você estiver acessando este link pelo seu smartphone.
 
CLIQUE AQUI PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO whatsapp.

 Participe do nosso grupo no facebook, um espaço onde você vai poder interagir com mais de 2 mil membros, e também não esqueça de curtir nossa página no Facebook e ficar bem informado.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO FACEBOOK

 CLIQUE AQUI E CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK


 Um pouco da minha história com a Retinose pigmentar.

Meu nome é Paulo Ricardo tenho atualmente 29 anos, hoje vou contar um pouco da minha história, nasci na cidade de Murutinga do sul no estado de São Paulo. Quando eu era pequeno, meus pais começaram a perceber que eu tinha muita dificuldade para enxergar principalmente a noite, e também para encontrar objetos quando caía no chão, foi ai que eles perceberam que tinha alguma coisa de errado com a minha visão. Então mediante a situação eles decidiram me levar para um oftalmologista me examinar, e foi neste dia que tudo começou
. Na época eu tinha por volta de 4 anos de idade, e foi naquele dia que aquele médico na ocasião me diagnosticou com Retinose pigmentar.
Bem eu era uma criança e minha vida continuou normalmente como uma criança normal, até por que minha maior dificuldade era apenas a noite e em ambientes escuros, tinha uma vida normal jogava bola, andava de bicicleta, enfim tudo o que uma criança morando em uma pequena cidade do interior faz. Conforme fui crescendo as dificuldades foram aumentando, na escola era muito difícil, sempre tinha que sentar na primeira carteira próximo a lousa, para assim poder copiar, quando por algum motivo acabava a luz na escola ficava todo apavorado, pois não conseguia ver nada, os micos faziam parte do meu cotidiano era muito comum esbarrar nas coisas e nas pessoas, confesso] que foi uma fase bem difícil da minha vida pois era criança e não tinha maturidade suficiente como hoje eu tenho para lidar com certas situações. Agora saindo da infância e entrando na adolescência e iniciando a vida adulta, confesso que também não foi nada fácil, pois foi a partir deste momento que eu começava a entender o que de fato eu tinha nos olhos, foi nesta época que começou a ecoar em minha cabeça que no futuro eu poderia ficar cego, mas mesmo estes pensamentos passando por minha cabeça eu sempre procurava tirar o foco desta possibilidade. Pois bem, as dificuldades na escola cada vez mais ia aumentando, ao ponto de copiar apenas aquilo que eu conseguia enxergar, foi bem difícil terminar o colegial, nesta época os amigos saindo a noite e eu sempre inventando desculpas para não ir, pois escondia o máximo que eu podia minha limitação visual, e hoje eu sei que foi por este motivo que sofri tanto, sofria por não me aceitar como eu era. Terminado o colegial tinha acabado de completar 18 anos, e fui tentar realizar um grande sonho que era tirar a minha carteira de motorista, foi nesta ocasião que eu tive mais uma grande decepção, fui reprovado no exame médico por causa da minha visão, naquela época eu acreditava que tinha condições de dirigir, mas hoje eu sei que mesmo enxergando muito melhor que hoje naquela época, de fato eu não tinha condições de tirar habilitação. Entrando agora na vida adulta, vários sonhos, vários objetivos, e vários deles sendo barrado pela minha deficiência visual. Ah esta palavrinha chamada deficiência, eu não gostava nem de ouvir ela, pois não me considerava uma pessoa com deficiência, nossa como lutei contra isso, não queria aceitar de forma alguma e por este motivo, deixava de frequentar lugares, deixava de viver tudo por que eu não queria que os outros percebessem que eu não enxergava bem. Foram muitas as vezes que eu chegava em casa do trabalho e chorava como uma criança, e muita vezes de revolta por varias situações constrangedoras que eu passava, mas hoje eu sei que muitas coisas que eu deixei de viver foi por medo, pois hoje eu sei que a verdadeira deficiência é aquela que prende o ser humano por dentro e não por fora. O tempo foi passando e agente vai ficando calejado e a ficha vai caindo que o tempo está passando e tem uma frase que gosto muito que diz assim: (Se você não pode mudar seu destino, mude sua atitude!...) E foi exatamente isso que eu comecei a fazer, umas das primeiras coisas que eu fiz foi procurar conhecer pessoas com deficiência visual, eu queria saber como elas andam sozinha, como usam computadores, celulares mesmo sem enxergar. Posso dizer que foi um choque de realidade a primeira vez que eu pisei o pé em uma instituição para pessoas com deficiência visual, por mais que eu tinha consciência que eu tenho uma doença degenerativa, posso dizer que eu nunca tinha me imaginado estar ali naquele local. Mas eu não tinha pra onde correr, pois minha visão cada vez mais caindo e as dificuldades do meu dia a dia ia aumentando, mas nada melhor do que o tempo, aos poucos agente vai amadurecendo, vai se aceitando e automaticamente o peso do fardo vai ficando mais leve. Ah! Agora eu vou falar da bengala, nossa como eu era resistente em usar, lembro que quando eu ganhei a minha primeira bengala na instituição, cheguei em casa revoltado guardei e só criei coragem de começar a usar ela depois de 6 meses. Mas hoje eu digo que considero fundamental afirmar a importância da bengala e estimular o seu uso quando necessário até mesmo nos casos de baixa visão. Ela constitui um símbolo historicamente negativo, carregado de preconceitos, mas que proporciona, principalmente, autonomia. E justamente por este motivo deve ser valorizada e vista como instrumento da inclusão e não da dependência e da pena. Bem pessoal, este foi um pouquinho da minha história, se eu fosse escrever tudo o que já passei na minha vida em virtude da minha limitação visual, passaria horas e horas escrevendo. E para terminar hoje com 29 anos de idade, tenho entre 5% e 10% de visão, mesmo enxergando tão pouco posso afirmar que faço coisas que quando enxergava bem melhor eu não fazia, tudo isso graças a auto aceitação, muita força de vontade, e claro muita fé em Deus! Pessoal agora falando um pouco sobre o Blog Retinose pigmentar notícias, criei esta página com o intuito de compartilhar informações relacionadas a RP, e principalmente com o objetivo de trocar experiências com demais pessoas com RP. Se você tem RP ou é um familiar, amigo de alguém que tenha RP e deseja entrar em contato comigo o meu email é pauloricardo012@gmail.com. Agora se você tem skype e quiser me adicionar o meu contato skype é:pauloricardo012@hotmail.com . E você também pode encontrar agente no facebook pesquisando pelo nosso grupo Retinose pigmentar notícias, ou pela nossa página lá no facebook pesquisando pelo mesmo nome, aqui na página você também pode encontrar o link tanto para o grupo ou para página. Um forte abraço galera!!

Autor:Paulo Ricardo 09/08/2016

domingo, 11 de dezembro de 2016

A retina artificial que funciona como um painel fotovoltaico.

Créditos: página doenças da visão no Facebook.

 

Os pesquisadores IIT estão experimentando em Gênova. Por enquanto, os testes em animais, se ele funciona em poucos anos, você poderia ir para o homem 


A retina artificial que funciona como um painel fotovoltaico 


Um pequeno painel solar que capta os raios de luz, os transforma em estímulos elétricos aos neurônios e restaura visão para aqueles que perderam algumas doenças específicas. É o projeto retina artificial que estão trabalhando pesquisadores italianos, e cujas atualizações mais recentes foram apresentados no Fórum de Neurociências organizada em Roma, na Accademia dei Lincei. 


Entre as muitas metas no campo da pesquisa sobre o cérebro eo sistema nervoso alcançados em nosso país (a descoberta do fator de crescimento do nervo que Rita Levi-Montalcini recebeu o Prémio Nobel para a pesquisa muito recente na base neurobiológica da linguagem Andrea Moro, linguista IUSS de Pavia), a tentativa de criar uma rede que pode substituir essa estrutura muito delicada e até agora único é um dos mais moderno e ambicioso. 

As diferenças com o prótese 


Existem alguns na retina protético mundo, em alguns casos já implantados em pacientes cegos, mas estes são dispositivos electrónicos complexos, acompanhados por uma câmera de vídeo externo, alimentado por eletricidade, e que retornam apenas um sentimento parcial de luz e sombra, não alguma visão normal. 

No caso da retina, que está a funcionar o grupo de pesquisa coordenado por Fabio Benfenati de Génova Instituto Italiano da tecnologia, não é um conceito diferente da planta: feito com materiais biocompatíveis para imitar a acção das células da retina na base da visão, aqueles em pacientes com doenças como a retinite pigmentosa ou a degeneração macular são irreparavelmente danificada. Na prática, os pesquisadores usam um polímero especial sensível à luz que, como as células fotorreceptoras da retina - os cones e bastonetes - é ativada quando atingida por raios de luz transformando a radiação de luz para a atividade elétrica dos neurônios. 

experiências bem sucedidas 

O dispositivo consiste de um substrato de proteínas de seda sobre o qual é revestido o polímero fotovoltaico, o qual é então inserido com a cirurgia no interior do olho. A retina artificial já foi testada em ratos cegos, com a mesma mutação genética na base de retinite pigmentosa, uma doença que leva à cegueira jovens, entre 30 e 50 anos. Depois de um mês, os animais em que tenha sido implantados tiveram um retorno à sensibilidade normal à luz e, mais importante, tiveram uma recuperação considerável de acuidade visual. Agora temos que mudou-se para testar a retina artificial em suínos, que têm um olho muito mais semelhante à humana e, se os resultados são encorajadores, dentro de dois ou três anos poderia começar testes em humanos. Os primeiros candidatos será cego em ambos os olhos apenas para retinite pigmentosa. 


Fonte :

http://www.panorama.it/scienza/la-retina-artificiale-che-funziona-come-un-pannello-fotovoltaico/

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Reforma da previdência, entenda as possíveis mudanças..

O G1 selecionou perguntas de leitores sobre a reforma. Veja algumas respostas abaixo. Para elaborá-las, o G1 ouviu a vice-presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), Adriane Bramante e a advogada Marta Gueller, especialistas em previdência.
 (Foto: )  (Foto: )
(Foto: )
Você também pode enviar sua dúvida, por este link.
A aposentadoria especial de professores continua valendo?
(Andrea)
Não. Tanto homens quanto mulheres só poderão se aposentar após completarem 65 anos, incluindo professores. O professor se aposentará com as mesmas regras estabelecidas para os demais segurados. Também haverá regra de transição para professor.
Tenho 54 anos de idade e 37 de contribuição. Fico isento das mudanças da Previdência?
(Ney Lucio Félix)
Não. Os homens com mais de 50 anos, assim como as mulheres com mais de 45, terão que pagar um "pedágio" para se aposentar. Eles precisam calcular quanto tempo falta para se aposentarem na regra atual e quanto tempo faltará com a regra nova. Eles terão que trabalhar metade dessa diferença – ou seja, serão acrescidos 50% sobre o tempo que restava para se aposentar.
Sou eletricista industrial. Como fica essa categoria? Acabou a aposentadoria especial?
(Nilson Oliveira)
Tenho 51 anos e 36 de contribuição, dos quais 12 foram em condições insalubres. Como fica na regra nova?
(Elvam Miron Duque)
A reforma prevê a manutenção das aposentadorias especiais por exposição a agente nocivo.
Boa tarde, eu sou PCD (pessoa com deficiência), e tenho 27 anos de contribuição gostaria de saber se já tenho direito de aposentar pela deficiência.
(Isac Pedroso)
Vale a regra atual. A reforma prevê a manutenção das aposentadorias especiais para pessoas com deficiência.
Sou professora da rede municipal aqui de SP. Tenho 45 anos e 25 de contribuição. Faltam 5 anos para minha aposentadoria, pelas regras atuais da prefeitura. Com o pedágio, preciso trabalhar mais sete anos e meio? Ou esse pedágio refere-se ao tempo que falta até os 65 anos? 
(Vania)
Embora tenha os 25 anos não tem ainda a idade mínima. Mas como tem mais de 45 anos, está na regra de transição. No entanto, o pedágio seria aplicado sobre o tempo que faltaria para atingir os 25 anos. Como você já tem o tempo mínimo necessário, não haverá pedágio.
Tenho 55 anos e de contribuição 34 anos e 4 meses, a fórmula de cálculo seria alterada? Poderia exemplificar com valores?
(Murilo)
Como você já tem mais de 50 anos, cai na regra de transição. Vai precisar cumprir um pedágio de 50% do tempo faltante. Como faltam 8 meses, se fosse publicada hoje, teria que trabalhar mais 4 meses, além dos 8 meses faltante. O valor do benefício será 51% + 1% a cada ano de trabalho. Assim, por exemplo, se sua média der R$ 4 mil, sua renda seria de R$ 3.440.
Para homens com 57 anos de idade e 34 de contribuição tem que trabalhar mais quanto tempo?
(Luís)
Como você está na regra de transição, terá que pagar 50% do tempo faltante. Como falta 1 ano, 50% dá 6 meses a mais, ou seja, terá que trabalhar mais 1 ano e 6 meses para se aposentar.
O tempo de aposentadoria por invalidez é contado para aposentadoria por tempo? Uma pessoa que é aposentada por invalidez, no caso de ficar viúva, poderá requerer a pensão por morte da esposa ou marido?
(Celina)
A lei reconhece como tempo de contribuição o período da aposentadoria por invalidez quando intercalado entre períodos de atividade. Isso não mudou na PEC, mas pode vir a mudar se alterarem a lei. Já a aposentadoria não poderá ser cumulada com a pensão por morte. Poderá haver a opção pelo beneficio mais vantajoso.
Para fazer a média dos 51% das contribuições, qual é o período de contribuição que será utilizado? Continuará sendo a partir de 07/1994?
(Kátia)
O percentual de 51% é um coeficiente fixo que será aumentado cm 1% a cada ano de contribuição. Os salários de contribuição serão sim desde 07/94.
Tenho 49 anos e falta 6 meses para completar os 35 anos de contribuição. Não tive infância, pois tive meu primeiro registro com 15 anos, e do jeito que andam as coisas também não terei velhice.
(José)
A regra de transição é somente para os que possuem mais de 50 anos de idade no caso do homem. Se até a data da publicação da emenda você não tiver completado 50 anos de idade, precisará aguardar 65 anos de idade. Esperamos que o congresso flexibilize essa transição e a aumente para 25 anos ou mais.
O trabalhador rural começa na profissão na adolescência vai ter que esperar até os 65 para aposentadoria? Hoje ele ainda é segurado especial.
(Marcelo Oliveira)
Sim. A idade mínima para a aposentadoria desses segurados será a mesma estabelecida para os segurados urbanos, de 65 anos. Haverá regra de transição também para o segurado especial.
Os trabalhadores rurais que tiverem 50 anos de idade ou mais, se homem, e 45 anos de idade ou mais, se mulher, poderão aposentar-se com regras diferenciadas. Nesses casos, também deverão cumprir um período adicional de contribuição (pedágio) equivalente a 50% do tempo que faltaria para atingir o número de meses.
A aposentadoria pelo tempo de contribuição irá acabar ? Eu já tenho 30 anos completos de contribuição e 48 de idade. Vou ser penalizado ?
(Edmar Rodrigues)
Sim. Pela nova regra, a aposentadoria por tempo de contribuição irá acabar. Como você tem menos de 50 anos, não entrará na regra de transição. Você poderá se aposentar apenas com 65 anos.
Minha esposa tem 17 anos de contribuição na Previdência, mas tem 58 anos. Quer se aposentar por idade aos 60 anos. Houve mudança neste caso?
(Santos)
Sim. Sua esposa se enquadra na chamada regra de transição. Antes, ela poderia se aposentar por idade com 60 anos. Agora a idade mínima para aposentadoria é de 65 anos. Ela terá de pagar um pedágio e trabalhar 50% a mais do que faltaria. Como faltavam dois anos, ela terá que trabalhar três anos a mais. 
Deixa ver se entendi direito, se tiver 50 anos e 34 anos de contribuição, pela regra proposta de transição, terei que contribuir por mais 1 ano e meio, mas, se tiver 49 anos (não enquadrado na regra de transição) e 34 anos de contribuição, terei que trabalhar/contribuir por mais 16 anos, no mínimo? 
Sim, você entendeu exatamente o que prevê a Reforma proposta pelo governo.
Estou com ação judicial contra o INSS a 2 anos, caso tenha parecer favorável me aposento pelas regras novas ou a antiga?
(Joao Amilto)
A Constituição garante a coisa julgada, o direito adquirido e o ato jurídico perfeito, assim caso você ganhe a ação judicial estará protegido por estes três institutos e terá direito ao benefício pleiteado na ação em curso, pois você está buscando a aplicação da lei anterior para requerimento feito nos moldes da lei anterior que é a que está vigente hoje.
No caso de pensão por morte, quando o casal já se aposentou, a regra de 50 % vale?
(Ney Lucio Félix)
A nova regra não pode ser aplicada retroativamente. Mas se ambos recebem aposentadoria será a data do óbito de um dos dois, a considerada para efeito de proibição de acumulação. O que a nova lei prevê é a proibição de recebimento de pensão com aposentadoria, assim o fato gerador da pensão depende do óbito de um dos dois. E o INSS aplicará a nova regra caso já esteja vigente na data do óbito. O cônjuge sobrevivente poderá discutir na justiça a nova vedação legal para o recebimento de ambos os benefícios pois houve custeio (pagamento de contribuições para pensão) portanto a regra da contrapartida (para toda contribuição deve haver uma contraprestação) estará sendo violada com a redação posta na PEC da Reforma.
Então pelo que entendi, o policial civil dos estados, irão entrar nessa nova PEC, é isso? (Ronaldo Bernardino)
A PEC acaba com o enquadramento por atividade de risco e passa a exigir idade mínima de 55 anos, além de 30 anos de contribuição. A nova regra valerá tanto para os segurados do regime geral (INSS) quanto para os servidores públicos, entre eles os policiais civis.
Até o momento, ninguém falou como fica a situação da aposentadoria (especial) dos professores da educação básica. 
(Daniel Cândido)
Falou sim. A PEC acabou com a aposentadoria especial do professor da educação básica. Não haverá mais esta modalidade de aposentadoria. Mas há previsão de regra de transição desde que cumpram o pedágio de 50% do tempo que faltar para atingirem 30 anos de contribuição para os homens e 25 de contribuição para as mulheres.
E casos de aposentadoria por motivos de saúde e invalidez? 
(Glauco Wright)
O auxilio doença mudará de nome. Passará a se chamar incapacidade temporária e a aposentadoria por invalidez só será de 100% para incapacidade definitiva decorrente de doença ou acidente do trabalho.
Uma outra parte que não foi esclarecida é que a grande maioria de aposentados contraíram empréstimos consignados e no falecimento deste o desconto passaria para o benefício da pensionista? 
(Luciano Pires)
Não. Há um seguro de vida para quitação do saldo devedor nestes casos.
Tenho 40 anos e 25 trabalhados vou ter que trabalhar mais 25 anos? 
(Carlos Pereira)
Sim, terá que trabalhar até os 65 anos para ter direito ao benefício de 76% da média atualizada de todos os seus salários de contribuição até a data do requerimento administrativo.
Tenho 54,5 anos e 36,5 anos de contribuição. Estou esperando para me aposentar daqui a 2 anos para entrar na regra dos 85/95. Eu poderei aguardar ou não terei mais direito de me aposentar pela regra 85/95 daqui há 2 anos?
(Marcos Carlos Rosa)
Você já implementou as condições para aposentadoria e portanto se aposentará dentro de 2 anos sem sofrer a redução do Fator Previdenciário. Caso venha a ser aprovada a PEC da Reforma da Previdência, a partir da sua vigência para os segurados homens, acima de 50 anos e para as seguradas mulheres acima de 45 anos haverá possibilidade de optar pela aposentadoria anterior com incidência do FP, pois a PEC acabou com a formula 85/95 sem estabelecer regra de transição para você. Você poderá optar entre o beneficio antigo cujo calculo será feito com base nos 80% salários de contribuição entre 07/94 até o requerimento versus o FP que hoje seria de 0,685 ou o beneficio calculado com a nova regra que será a média de todos os seus salários de contribuição (sua remuneração) multiplicado por 51% mais 1% para cada ano que você possuir de contribuição, resultando em alíquota de 87% para obtenção da sua renda mensal inicial, o que dependerá dos valores de suas remunerações em todo o período contributivo. No seu caso caberá ação judicial por violação à isonomia por ausência de regra de transição para aplicação da Formula 85/95.

Fonte:http://g1.globo.com/economia/noticia/reforma-da-previdencia-g1-responde-perguntas-de-leitores.ghtml?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=g1

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Mobilização pelo passe livre da pessoa com deficiência no Estado de São Paulo.

Qual é a importância do seu voto, afinal?...Vá atrás de partidos e deputados em que você depositou o seu voto.Faça pressão. Os políticos são colocados nos cargos para representar as necessidades e as vontades da população. Qual é a importância do seu voto, afinal?
Resposta enviada pela Assessoria do Deputado Aldo Demarchi autor do Projeto de lei 351/2012.
O projeto está pronto para ser votado. O Deputado Aldo Demarchi tem todo o interesse em que seja votado o projeto, mas agora depende do Presidente e dos Lideres levarem o Projeto ao Plenário. Assim, sugerimos que envie e-mail ao Presidente e aos Lideres da Casa.
Abaixo um modelo de email para enviar ao seu deputado.
Prezado Senhor,
Venho por meio desta solicitar-lhe enfaticamente que o (Projeto de lei 351/2012,que concede passe livre às pessoas com deficiência no sistema de transporte coletivo intermunicipal do estado de São Paulo). seja levado para votação em plenário, em razão da relevância do assunto.O objetivo é preencher a lacuna existente na legislação do Estado de São Paulo, uma vez que isso já existe em nível federal e em diversas cidades. Faz todo sentido , portanto, que tenhamos norma que permita a isenção nos deslocamentos entre os municípios, principalmente levando-se em consideração que muitas pessoas necessitam deixar seus locais de origem para buscar tratamento na Capital e outros grandes centros. Fico no aguardo de um contato e com a esperança de que o senhor não irá nos faltar.
Lista dos emails dos Deputados do estado de São Paulo
Abelardo Camarinha
dep.abelardocamarinha@al.sp.gov.br
PSB
Adilson Rossi
adilsonrossi@al.sp.gov.br
PSB
Afonso Lobato
padreafonso@al.sp.gov.br
PV
Aldo Demarchi
ademarchi@al.sp.gov.br
DEM
Alencar Santana Braga
alencarsantana@al.sp.gov.br
PT
Ana do Carmo
anadocarmopt@al.sp.gov.br
PT
Analice Fernandes
afernandes@al.sp.gov.br
PSDB
André do Prado
andredoprado@al.sp.gov.br
PR
André Soares
asoares@al.sp.gov.br
DEM
Angelo Perugini
%C2%A0
PDT
Antonio Salim Curiati
scuriati@al.sp.gov.br
PP
Atila Jacomussi
atilajacomussi@al.sp.gov.br
PSB
Barros Munhoz
barrosmunhoz@yahoo.com.br
PSDB
Beth Sahão
bsahao@al.sp.gov.br
PT
Caio França
caiofranca@al.sp.gov.br
PSB
Campos Machado
cmachado@al.sp.gov.br
PTB
Carlão Pignatari
carlaopignatari@al.sp.gov.br
PSDB
Carlos Bezerra Jr.
carlosbezerrajr@al.sp.gov.br
PSDB
Carlos Cezar
carloscezar@al.sp.gov.br
PSB
Carlos Giannazi
carlosgiannazi@uol.com.br
PSOL
Carlos Neder
deputadoneder@al.sp.gov.br
PT
Cássio Navarro
cassionavarro@al.sp.gov.br
PMDB
Cauê Macris
cauemacris@al.sp.gov.br
PSDB
Célia Leão
cleao@al.sp.gov.br
PSDB
Celino Cardoso
ccardoso@al.sp.gov.br
PSDB
Celso Giglio
cgiglio@al.sp.gov.br
PSDB
Celso Nascimento
celsonascimento@al.sp.gov.br
PSC
Cezinha de Madureira
cezinhademadureira@al.sp.gov.br
DEM
Chico Sardelli
chicosardelli@al.sp.gov.br
PV
Clélia Gomes
cleliagomes@al.sp.gov.br
PHS
Coronel Camilo
coronelcamilo@al.sp.gov.br
PSD
Coronel Telhada
contato@coroneltelhada.com.br
PSDB
Davi Zaia
davizaia@al.sp.gov.br
PPS
Delegado Olim
contato@deputadodelegadoolim.com.br
PP
Ed Thomas
edthomas@al.sp.gov.br
PSB
Edmir Chedid
echedid@al.sp.gov.br
DEM
Edson Giriboni
egiriboni@al.sp.gov.br
PV
Enio Tatto
eniotatto@al.sp.gov.br
PT
Estevam Galvão
egalvao@al.sp.gov.br
DEM
Feliciano Filho
felicianofilho@al.sp.gov.br
PSC
Fernando Capez
fcapez@terra.com.br
PSDB
Fernando Cury
fernandocury@al.sp.gov.br
PPS
Geraldo Cruz
geraldocruz@al.sp.gov.br
PT
Gil Lancaster
gillancaster@al.sp.gov.br
DEM
Gileno Gomes
gilenogomes@al.sp.gov.br
PSL
Gilmaci Santos
gilmacisantos@al.sp.gov.br
PRB
Hélio Nishimoto
helionishimoto@al.sp.gov.br
PSDB
Igor Soares
igorsoares@al.sp.gov.br
PTN
Itamar Borges
itamarborges@al.sp.gov.br
PMDB
João Caramez
jcaramez@al.sp.gov.br
PSDB
João Paulo Rillo
joaopaulorillo@al.sp.gov.br
PT
Jooji Hato
hato@al.sp.gov.br
PMDB
Jorge Caruso
jcaruso@al.sp.gov.br
PMDB
Jorge Wilson Xerife do Consumidor
jorgewilsonxerifedoconsumidor@al.sp.gov.br
PRB
José Zico Prado
jprado@al.sp.gov.br
PT
Leci Brandão
lecibrandao@al.sp.gov.br
PC do B
Léo Oliveira
leooliveira@al.sp.gov.br
PMDB
Luiz Carlos Gondim
lcgondim@al.sp.gov.br
SD
Luiz Fernando
lfernando@al.sp.gov.br
PT
Luiz Fernando Machado
lfmachado@al.sp.gov.br
PSDB
Luiz Turco
luizturco@al.sp.gov.br
PT
Marcia Lia
marcialia@al.sp.gov.br
PT
Márcio Camargo
marciocamargo@al.sp.gov.br
PSC
Marcos Damasio
marcosdamasio@al.sp.gov.br
PR
Marcos Martins
mmartins@al.sp.gov.br
PT
Marcos Neves
marcosneves@al.sp.gov.br
PV
Marcos Zerbini
mzerbini@al.sp.gov.br
PSDB
Maria Lúcia Amary
mlamary@al.sp.gov.br
PSDB
Marta Costa
martacosta@al.sp.gov.br
PSD
Milton Leite Filho
mleite@al.sp.gov.br
DEM
Milton Vieira
miltonvieira@al.sp.gov.br
PRB
Orlando Bolçone
orlandobolcone@al.sp.gov.br
PSB
Orlando Morando
omorando@al.sp.gov.br
PSDB
Paulo Correa Jr
paulocorreajr@al.sp.gov.br
PEN
Pedro Tobias
ptobias@al.sp.gov.br
PSDB
Professor Auriel
professorauriel@al.sp.gov.br
PT
Rafael Silva
rsilva@al.sp.gov.br
PDT
Ramalho da Construção
ramalhodaconstrucao@al.sp.gov.br
PSDB
Raul Marcelo
raul@raulmarcelo.com.br
PSOL
Reinaldo Alguz
reinaldoalguz@al.sp.gov.br
PV
Ricardo Madalena
ricardomadalena@al.sp.gov.br
PR
Rita Passos
rpassos@al.sp.gov.br
PSD
Roberto Engler
rengler@al.sp.gov.br
PSDB
Roberto Massafera
rmassafera@al.sp.gov.br
PSDB
Roberto Morais
rmorais@al.sp.gov.br
PPS
Roberto Tripoli
rtripoli@al.sp.gov.br
PV
Rodrigo Moraes
deputadorodrigomoraes@al.sp.gov.br
DEM
Rogério Nogueira
rnogueira@al.sp.gov.br
DEM
Roque Barbiere
rbarbiere@al.sp.gov.br
PTB
Sebastião Santos
sebastiaosantos@al.sp.gov.br
PRB
Teonilio Barba
teoniliobarba@al.sp.gov.br
PT
Vaz de Lima
vlima@al.sp.gov.br
PSDB
Wellington Moura
wellingtonmoura@al.sp.gov.br
PRB
Welson Gasparini
welsongasparini@welsongasparini.com.br
PSDB
Fonte da lista dos emails dos deputados do estado de São Paulo:http://www.al.sp.gov.br/alesp/deputados-lista/
Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo
al.sp.gov.br

Cego há 20 anos, homem recupera visão naturalmente.

Aos 35 anos, Kevin Coughlin perdeu a visão após ser diagnosticado com Doença de Leber, uma neuropatia óptica hereditária, mas, quase 20 anos depois, recuperou a capacidade de enxergar de forma gradual e natural. O morador de Nova York, nos EUA, alega que os avanços foram registrados ao longo dos últimos anos e a neblina branca que costumava conceber como percepção de mundo começa a abrir espaço para a visualização e luzes e formas em foco.
O caso acabou internacionalmente conhecido após o relato ser transmitido pela Pix11, em que o homem aparece descrevendo a própria situação como um milagre associado a preces, meditação e uma dieta rica em antioxidades, incluindo espinafre, brócolis e feijões vermelhos. Coughlin, inclusive, já dispensa o uso do cão Elias enquanto guia, apenas saindo com o animal para passeios.
A história de Kevin será contada pela escritora Traci Medford-Rosow em livro ainda a ser lançado. “A grande questão é que ninguém, até onde eu sei, que teve Doença de Leber conseguiu recuperar a visão central”, disse a mulher, que o conhece há 14 anos. “Eu costumava pormenorizar tudo, agora tenho muita gratidão e alegria”, resumiu Kevin sobre recuperar a visão.

Fonte:http://curiosamente.diariodepernambuco.com.br/project/cego-ha-20-anos-homem-recupera-visao-naturalmente/