Pesquisar

Minhas Redes Sociais – Nosso contato direto com você

No link abaixo nosso contato e nosso endereço de redes sociais. Siga-nos nestas Redes Sociais e tenha sempre acesso as informações que publicamos regularmente.



CLIQUE AQUI!

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Saudades!

Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando ainda enxergava bem em relação a hoje .Quando olho para TV e não consigo mais assistir um jogo de futebol quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...

Sinto saudades de folhear um livro, um álbum de fotografia, ah como eu sinto saudades

Sinto saudades da minha infância quando ainda jogava bola, soltava pipa, brincava de polícia e ladrão, tudo já era com dificuldade mas ainda dava pra se divertir.

Sinto saudades de quando usava o computador como todo mundo usa, sinto saudades de passar horas jogando vídeo game na frente do pc, Sinto saudades de andar de bicicleta nossa são tantas saudades....

Sinto saudades das coisas que vivi
e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade por medo de não enxergar.

Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive
mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.

Sinto saudades de coisas sérias,
de coisas hilariantes,
de casos, de experiências...

Em fim são muitas saudades, mas sabe do que eu não quero ter saudades mais?

Não quero mais sentir saudades do passado
que não aproveitei de toda sua totalidade, por medo de que iriam pensar ou deixar de pensar por não enxergar direito.

Agora eu quero sentir saudades dum futuro, futuro aonde vou fazer tudo que eu não podia fazer, dirigir meu carro, andar de bicicleta a noite, contar as estrelas do céu, é de um futuro assim que já estou sentindo saudades...Mas como pode alguém sentir saudades do que ainda não viveu? Eis a questão.

Ah e não venha jogar um balde de agua fria no meu futuro levantando a seguinte questão. E se nada disso que você imagina no futuro na o acontecer? Ai eu te respondo: bom mesmo é viver um dia de cada vez, sem pressa, sem atropelar os outros, mas sempre valorizando o tempo e as pequenas coisas, acreditando que podemos fazer tudo aquilo que temos vontade. Enquanto acordarmos e tivermos forças pra continuar, tudo é possível. Afinal de contas, o maior valor está naquilo que vivemos e não no que construímos.

Paulo Ricardo

Nenhum comentário:

Postar um comentário