Pesquisar

Minhas Redes Sociais – Nosso contato direto com você

No link abaixo nosso contato e nosso endereço de redes sociais. Siga-nos nestas Redes Sociais e tenha sempre acesso as informações que publicamos regularmente.



CLIQUE AQUI!

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

passe livre para as pessoas com deficiência no Estado de São Paulo.

Gente! Presta atenção nesta noticia, principalmente o pessoal que mora no Estado de São Paulo, a pouco tempo atrás o governador de São Paulo aprovou o passe livre intermunicipal para os idosos mas vetou o passe livre intermunicipal para as pessoas com deficiência.Mas agora o Deputado estadual aldo demarchi colocou em pauta este tema na assembleia
legislativa novamente, através do projeto de lei 351/2012 para que
seja derrubado o veto do governador. Mas para conseguirmos obter este
benefício precisamos nos mobilizar e manifestar o nosso interesse, pois só assim o projeto ganha
força e conseguirá ser aprovado, então vamos nos mobilizar e fazer barulho.

segue e-mail e telefone logo abaixo do gabinete deste deputado. Faça isso com os deputados da sua região também.
ademarchi@al.sp.gov.br
tel. ddd. 11 38-86-64-53 ou 54
972319322863039

Abaixo deixo uma noticia sobre o projeto de lei 351/2012,
Comissão de Transportes aprova passe livre para deficientes
12 ago, 2015

transportes-deficiente
Parecer foi aprovado na reunião de terça-feira, 11/08
A Comissão de Transportes e Comunicações da Assembleia Legislativa aprovou, na reunião desta terça-feira (11/08), parecer favorável ao projeto de lei 351/2012, de autoria do deputado Aldo Demarchi, que concede passe livre às pessoas portadoras de deficiência no sistema de transporte coletivo intermunicipal. Já referendada também pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação, agora a proposta segue para a Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento, última etapa antes de entrar na pauta de votação.
“O objetivo é preencher a lacuna existente na legislação do Estado de São Paulo, uma vez que isso já existe em nível federal e em diversas cidades. Faz todo sentido, portanto, que tenhamos norma que permita a isenção nos deslocamentos entre os municípios, principalmente levando-se em consideração que muitas pessoas necessitam deixar seus locais de origem para buscar tratamento na Capital e outros grandes centros”, justifica Aldo Demarchi.
Estão incluídos entre os beneficiários os portadores de limitações de movimentos, como nos casos de paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia, tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia, hemiparesia, ostomia, amputação ou ausência de membro, paralisia cerebral, nanismo e membros com deformidade congênita ou adquirida.
“Também serão beneficiados os deficientes auditivos com perda bilateral, parcial ou total de quarenta e um decibéis ou mais; e os indivíduos acometidos de cegueira, baixa visão ou que a somatória da medida do campo visual em ambos os olhos seja igual ou menor que 60 graus”, explica o deputado.
O projeto libera ainda do pagamento de tarifa quem apresentar funcionamento intelectual significativamente inferior à média, com manifestação antes dos dezoito anos e limitações associadas a duas ou mais habilidades adaptativas, entre as quais comunicação, cuidado pessoal, saúde e segurança, lazer e trabalho.

Fonte:http://aldodemarchi.com/site/?p=3194

Nenhum comentário:

Postar um comentário