Pesquisar

Minhas Redes Sociais – Nosso contato direto com você

No link abaixo nosso contato e nosso endereço de redes sociais. Siga-nos nestas Redes Sociais e tenha sempre acesso as informações que publicamos regularmente.



CLIQUE AQUI!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Professora com Retinose pigmentar supera dificuldades e desfila em carnaval.

A pouca visão não impediu que a professora aposentada Silmara Coelho Moraes, de 53 anos, aproveitasse o carnaval da melhor maneira possível: desfilando no sambódromo do Anhembi, na Zona Norte de São Paulo. Foliã da Acadêmicos do Tatuapé, ela superou a dificuldade e dançou no chão na madrugada deste sábado (13), no desfile das campeãs.
"Todos os anos desfilei no chão, só em 2015 que não desfilei por conta da visão e chorei muito”, disse. “Esse ano foi minha estreia em carro alegórico, mas hoje queria desfilar no chão nessa noite das campeãs. A escola recebe muito bem que tem deficiência."
Com retinose pigmentar (doença que afeta a retina e provoca cegueira) há mais de 10 anos, ela saiu no carro alegórico Ratos e Urubus, em sua estreia em uma alegoria. "Nos primeiros quatro anos ainda enxergava melhor a escola, as fantasias. Em 2015 perdi mais a visão periférica." Ela sai há cinco anos pela escola.
Desde que sua visão ficou mais comprometida no ano passado, ela disse que a sensação de desfilar ficou mais intensa. "A emoção fica mais forte, parece que o samba bate mais forte no coração. Cada instrumento eu sinto, o surdo é sempre o surdo, ele dita o ritmo, mas o agogô sempre sobressai." Desfilando desde 2012, neste carnaval foi a primeira vez que ela incluiu fantasia na bengala.
Vice-campeã com uma homenagem à Beija-Flor de Nilópolis, a agremiação voltou ao Anhembi sem ensaio. “Não vai dar tempo de ensaiar novamente, mas vamos assim mesmo para mostrar a garra da escola”, brincou o rei do carnaval paulistano, Daniel Manzioni.

fonte:http://g1.globo.com/sao-paulo/carnaval/2016/noticia/2016/02/deficiente-visual-vence-dificuldades-e-desfila-no-chao-emocao-mais-forte.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário